Planejamento financeiro familiar para sair do aluguel

Bem Vindo ao Blog da Gráfico

Entenda a importância do planejamento financeiro familiar para compra de um imóvel

Publicado em 13 de fevereiro de 2023

Entenda a importância do planejamento financeiro familiar para compra de um imóvel

O planejamento financeiro familiar é fundamental para organizar a vida financeira dos membros de uma família. Além de ajudar a alcançar um determinado objetivo, como fazer uma viagem, trocar os móveis da casa, comprar um carro e, principalmente, adquirir o imóvel próprio, ele contribui para uma melhor utilização dos recursos da sua família.

Quando falamos da compra de uma casa ou apartamento, esse planejamento é ainda mais importante, pois tratam-se de bens de alto valor aquisitivo e que impactam a vida de todos da família por um longo período.

Neste artigo, você vai entender o que é, como começar e qual importância do planejamento financeiro familiar. Continue a leitura!

O que é um planejamento financeiro familiar?

O planejamento financeiro familiar é um ferramenta de gestão das finanças da família com o objetivo de controlar gastos e definir investimentos de acordo com os sonhos da família..

É por meio desse planejamento que você também consegue avaliar onde cortar os gastos desnecessários. Vale ressaltar que essa ferramenta exige um esforço conjunto de todos os membros da família.

Quais são as vantagens do planejamento financeiro familiar?

O planejamento sempre vem em boa hora. Independentemente de ser micro ou macro, rever as finanças e avaliar as formas mais assertivas de gastar e investir o dinheiro é essencial para ter a saúde financeira em dia.

Por meio do planejamento familiar, é possível:

  • analisar quais gastos demandam mais dinheiro;
  • organização financeira;
  • pontuar o que é necessidade e quais gastos podem ser melhor aproveitados;
  • evitar compras por impulso e desnecessárias;
  • auxiliar nas tomadas de decisões financeiras ;
  • estabelecer metas financeiras e traçar um plano para atingi-las;
  • entender quais investimentos fazem o dinheiro render melhor.

Quem realiza esse tipo de planejamento nunca sai no prejuízo por aprender a otimizar os gastos. E o melhor é que, depois de começar, planejar os gastos torna-se um hábito. Esse passo pequeno pode ajudar você em vários aspectos da sua vida.

Afinal, como fazer um planejamento financeiro familiar?

A ideia de começar um planejamento financeiro familiar deixou você interessado, mas não sabe como colocá-lo em prática?

Confira a seguir algumas dicas que podem ajudar você a começar a tirar seu planejamento do papel.

Faça o mapeamento dos gastos

É preciso juntar as rendas de todos os membros da família e calcular quais são as despesas fixas. Nesse caso, vale fazer esse mapeamento em uma planilha.

Estipule, principalmente, os gastos e recebimentos dos últimos meses. As dívidas também devem entrar no planejamento, pois há necessidade de quitá-las antes de contratar um financiamento imobiliário.

Estabeleça metas

Estabeleça metas a curto (um ano ou menos), médio (entre um e cinco anos) e longo prazo (mais cinco anos). Dentro de cada meta, faça um plano de ação, reunindo todos os passos que devem ser seguidos para auxiliá-lo a alcançar os objetivos.

Isso não só vai facilitar o processo, como também te incentiva cada vez que você consegue marcar um tópico como concluído.

Unifique o controle de gastos

Tem alguém na família que é melhor com as finanças? Essa pessoa pode ser a principal responsável por controlar os gastos e gerenciar a planilha.

Ela vai saber melhor como lidar com os dados para alimentar o planejamento, e ainda vai contribuir para unificar o controle de todos os gastos. Sempre que necessário, o responsável pode conversar com o restante da família para que, juntos, possam fazer uma revisão das despesas.

Elabore um plano de contenção

Com todos os dados em mãos, reúna-se com a família e saiba quais gastos podem ser cortados e quais podem diminuir, pelo menos temporariamente. Pode parecer um sacrifício, mas esse passo será essencial para bater as metas financeiras definidas.

Tenha uma reserva financeira de emergência

O planejamento financeiro familiar pode até começar no vermelho e ir melhorando aos poucos, mas é importante não trabalhar no “zero a zero”. Por isso, o corte de gastos é importante, pois vai ajudar a manter uma reserva financeira quando você mais precisar.

Para vários especialistas em finanças, uma boa reserva de emergência deve ter dinheiro suficiente para quitar as dívidas por um período equivalente a seis meses. Por exemplo, caso a soma das suas despesas seja de R$ 1.000, a reserva deve ser de R$ 6.000.

Faça investimentos financeiros 

O valor economizado com o corte de gastos pode não ser suficiente para alcançar as metas financeiras. Ou você pode levar mais tempo do que deseja para juntar o dinheiro que precisa.

Nesses casos, procurar investimentos financeiros com baixo risco e rentabilidade maior pode ser ótimo para fazer o dinheiro render.

Existem outras aplicações financeiras mais rentáveis, como:

  • Tesouro Direto;
  • Letra de Câmbio (LC);
  • Letras de Crédito Imobiliário e do Agronegócio (LCI/LCA);
  • Crédito de Depósito Bancário (CDB);
  • Letra Hipotecária (LH).

3 dicas de como organizar um planejamento financeiro familiar de sucesso

Além de seguir os passos citados acima, listamos três dicas para que o seu planejamento financeiro familiar seja um sucesso. Confira a seguir.

1. Tenha uma planilha atualizada

Tudo precisa estar documentado. Só assim, ao chegar o fim do mês, será possível calcular com exatidão o que pode ser cortado e como otimizar os gastos.

Além disso, se houver alguma renda extra, esse dinheiro não fica perdido e nem é jogado como “compensação” por outros sacrifícios que você precisou fazer.

2. Assista palestras, cursos, webinars e estude o tema

Para uma organização financeira de sucesso, invista no seu conhecimento. Existem várias palestras sobre planejamento financeiro familiar disponíveis na internet e que podem te ajudar a entender melhor o tema.

Além de tudo, palestrantes confiáveis vão te apresentar cases de sucesso, modelos e oferecer dicas para implementar no dia a dia. Com certeza, é o incentivo que você precisa para começar a se organizar financeiramente.

3. Corte gastos

Com tudo documentado, analise o que é necessário e o que pode ficar para depois. Se você precisa de uma calça, é mesmo necessário comprar a mais cara da loja? É possível ter descontos na peça? Há outra marca que ofereça a mesma qualidade mas por um valor abaixo? Esses pensamentos devem ser aplicados em todas as áreas para evitar os gastos exagerados.

A importância do planejamento financeiro familiar para a compra de imóvel

Comprar um imóvel envolve muitas burocracias. É preciso pensar no valor necessário da entrada, nos documentos, naquela decoração que você tanto quer… São muitos detalhes importantes envolvidos nesse processo, e sem o planejamento financeiro familiar, fica difícil concretizar o sonho do imóvel próprio.

Claro que você pode contar com algumas facilidades. Há instituições financeiras que oferecem negociação de dívidas para quem possui o nome negativado, construtoras que parcelam a entrada do imóvel, entre outras.

Entretanto, você precisa começar de algum lugar, certo? Nesses casos, a organização das suas finanças é o ponto de partida para a compra de uma casa.

Conheça Gráfico Empreendimentos

Com longa experiência no mercado, a Gráfico sabe e entende o cliente, oferecendo sempre as melhores condições para que o sonho da casa própria possa se tornar realidade.

Com várias unidades em condomínios fechados totalmente vendidas, a construtora é reconhecida dentro e fora do estado da Bahia.

No site da Gráfico Empreendimentos, você pode entrar em contato conosco e tirar todas as suas dúvidas.

Gostou deste artigo? Confira outros temas no blog: